Perguntas frequentes

O que fazer se as mercadorias ficarem retidas na alfândega?

As facilidades oferecidas pela Internet para a compra de bens em mercados externos é, sem dúvida, um grande estímulo para o consumidor, que encontra grandes oportunidades de negócios em outros países. O processo de aquisição é muito simples, mas não se descarta que durante o trânsito da encomenda não seja registrada alguma incidência, pois pode ser uma retenção da mercadoria na alfândega.

O que significa isto? Não há motivo para alarme. Este organismo deverá verificar se o conteúdo da caixa corresponde ao declarado e reclamar o pagamento de qualquer imposto. A Alfândega será responsável por enviar o aviso.

Essas tarifas e custos de processamento são comuns para envios de países fora da UE, China ou Estados Unidos. Antes de fazer qualquer compra, o cliente é aconselhado a procurar aconselhamento sobre os custos e impostos incorridos nas operações comerciais com países fora da União Europeia.

Desta forma poderá desfrutar do produto comprado de uma forma mais rápida e sem surpresas inesperadas sob a forma de pagamentos com os quais não contou.

Para efectuar a declaração aduaneira de importação, as empresas são obrigadas a apresentar uma factura pro forma ou comercial. O vendedor irá enviar-lhe a factura por e-mail, por isso tente mantê-la em caso de qualquer problema.

Se a encomenda for retida na alfândega, provavelmente será necessário pagar uma série de taxas que presumivelmente não entraram nos planos iniciais de liberação da mercadoria. Verifique a data máxima permitida para fazer o procedimento, porque se esse período expirar, a encomenda acabará por ser devolvida ao remetente.

Se tiver alguma dúvida, pode sempre contactar a Alfândega do país correspondente para saber mais sobre os requisitos que eles impõem.

Este artigo foi útil?

Artigos relacionados

Realize o seu envio agora

Tem mais dúvidas?

Contacte-nos